Cuidados

7 Dicas para lidar com a perda excessiva de pelos do seu cachorro!

Dicas para ajudar seu cachorro a parar de perder pelos

11Roupas, sofá, cama, chão, por onde você passa enxerga os pelos do seu cachorro, quem é mãe/pai de cachorrinho entende o que é isso, não é mesmo?

Assim como nosso organismo está em constante mudança, células que se renovam todos os dias, nossos cachorros também passam por esses processos ao trocar sua pelagem.

Por isso podemos dizer que  se seu cachorro está perdendo muito pelo pode ser apenas um processo natural do seu cão.

É normal que algumas raças tenham mais queda de pelos do que outras raças, quem tem mais de um cachorro pode perceber bem isso.

Mas, apesar de ser algo natural, existem duas situações que você deve ficar atento:

Primeiro se a queda de pelos do seu amiguinho estiver mais intensa do que você já está acostumado. Isso pode acontecer por falta de banho, poucas escovadas no pelo dele ou alimentação, mas se esses três fatores estiverem normais, a queda de pelos excessiva pode estar sendo causada por outra coisa, então recomendamos que você procure um veterinário.

A segunda situação e mais fácil de identificar é quando a queda de pelos estiver localizada em uma única região, nesse caso você deve levar seu cachorro ao veterinário imediatamente, isso pode ser causado por algum parasita.

Agora, se seu caso não precisa de uma consulta com o veterinário, confira 7 dicas para te ajudar a diminuir a queda de pelos do seu cachorro.

1. Ofereça uma alimentação saudável para seu cão

A alimentação do seu cachorro sempre vai ser prioridade em qualquer assunto.

É muito importante que seu cão se alimente de forma saudável.

Uma alimentação seja ela com ração ou alimentos preparados especialmente para seu pet (com auxílio de um veterinário, afinal não é tudo que podemos dar para nossos cachorros) deve ser rica de nutrientes e vitaminas.

Não tente economizar comprando rações baratas e de qualquer marca, alimento de qualidade geralmente tem um preço um pouco maior, mas é melhor pagar por uma ração boa do que gastar com consultas no veterinário e remédios, não é mesmo?

Uma dica para saber se seu cachorro está tendo uma boa alimentação é olhando para sua pelagem, se seus pelos estiverem com brilho, macio e bem bonito é sinal que está tudo bem, agora se seus pelos estiverem opacos, secos e ásperos, é melhor prestar mais atenção na alimentação do seu cão.

Veja as dicas do Dr. Ronaldo Araújo de como cuidar da alimentação do seu cachorro: 

2. Frequência de Banhos

Não tem coisa melhor do que o cheirinho de um cachorrinho depois de tomar banho, mas você sabia que além de deixar seu cachorro limpo o banho ajuda na retirada dos pelos mortos que estão caindo?

Por isso é tão importante dar banhos com frequência no seu cachorro. Escovar os pelos do animal é excelente também, essa combinação ajuda a retirar todos os pelos que precisam cair.

Mas atenção, banhos demais podem ser prejudiciais à saúde do seu cão, isso porque banho em excesso pode ressecar a pele do seu cachorro causando mais problemas para ele, o ideal é conversar com seu veterinário e ele vai saber recomendar a quantidade ideal de banhos para seu cachorro.

O shampoo que você utiliza para o banho também deve ser recomendado pelo seu veterinário, não é qualquer produto que pode ser utilizado e muito menos shampoo de humano.

3. Escove os pelos do seu cachorro diariamente

Como sabemos, não é recomendado que dê banho no seu cachorro todos os dias, mas o que você pode fazer todos os dias sem prejudicar a saúde da pele do seu amiguinho é escovar seus pelos.

Vale lembrar, para escovar os pelos do seu cachorro diariamente é necessário utilizar uma escova especial para o tipo de pelo que ele possui, existem inúmeros modelos no mercado, portanto, consulte seu veterinário.

O mesmo vale para a escova utilizada especialmente para retirar os pelos mortos, geralmente são usadas as escovas com cerdas metálicas, mas se você usar a escova errada pode acabar machucando a pele do seu cão.

4. Estresse e ansiedade

Um cachorro entediado que passa muito tempo trancado dentro de casa pode ter sérios problemas de saúde.

Além de problemas com a saúde mental, seu pet pode apresentar problemas de pele gerando intensas quedas de pelos em decorrência do estresse e ansiedade.

O remédio para esse problema é super simples, passeios, brincadeiras e muita diversão.

É só isso que seu cachorro precisa para ficar feliz e voltar a ser saudável.

5. Doenças de pele

Como citamos anteriormente, algumas doenças de pele podem ser causadas por estresse, mas existem outras patologias que fogem um pouco do nosso controle, as famosas sarnas caninas e dermatites alérgicas.

Lembra quando dissemos que se seu cachorro apresentar queda intensa de pelos em apenas um local você deveria levá-lo imediatamente no veterinário?

Essa é uma das razões, geralmente nesses casos a pele do cachorro fica muito ressecada e com falhas no pelo, sendo bem fácil de identificar o problema.

Seu veterinário irá fazer exames de pele para identificar o motivo que está causando esses problemas no seu cachorro e direcionar um tratamento correto.

6. Parasitas – pulgas e carrapatos

A queda de pelos causada por um parasita apresenta sinais bem visíveis, sendo marcada pelo ressecamento da pele e falhas no pelo do seu cachorro.

Alguns componentes presentes na saliva das pulgas e carrapatos causam essa reação alérgica em alguns cachorros durante a picada desses parasitas.

Além da queda de pelos, esses parasitas podem transmitir outras doenças ainda mais graves, portanto fique atento, mantenha seu cachorro sempre vacinado e com os remédios de prevenção contra pulgas e carrapatos sempre em dia.

7. Gestação canina e pós-parto

Se sua cadelinha está esperando filhotes ou já pariu é comum que ela tenha quedas excessivas de pelo, isso acontece principalmente pela mudança hormonal.

Nesse caso recomendamos conversar com seu veterinário para que ele possa indicar uma alimentação mais saudável ou até mesmo vitaminas para sua cachorrinha ficar bem forte.

Previous ArticleNext Article

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *