Uncategorized

Alimentos proibidos para cachorros

Alimentos proibidos para cachorros

Você já se perguntou alguma vez sobre quais são os alimentos proibidos para cachorros? O que um cão pode ou não comer? Já parou para pensar que talvez você possa estar prejudicando seu cachorro mesmo sem saber?

Pois é, muitos tutores não fazem nem ideia, mas existe uma lista de alimentos que podem ser ótimos para os seres humanos, porém extremamente tóxicos para os cachorros, alguns alimentos inclusive podem levá-los até a morte.

Portanto, não vamos perder tempo, descubra agora quais são os alimentos proibidos para cachorros.

Quais alimentos não devemos dar aos nossos cachorros?

Quando nos tornamos responsáveis por um animal, devemos ter em mente que será necessário ter muita atenção com os cuidados oferecidos a este ser.

E mesmo quando se é o melhor tutor que um animal pode ter existe alguns deslizes que podemos estar cometendo, mesmo que seja na inocência de não saber os riscos de tais atos.

Um exemplo clássico que aposto que todos aqui já passaram por situações parecidas são: você senta-se à mesa para fazer uma refeição, olha para o lado e lá está ele, seu cachorro sentadinho com aquele olhar de piedade esperando só um pedacinho da sua comida.

Como resistir a esse olhar e esse pedido super fofo? É quase impossível, e mesmo naqueles dias que você é forte e diz não, sua consciência bem lá no fundo te fala: mas e se ele ficar com vontade?

Ai não tem jeito, o cachorro acaba levando um pedaço da sua comida.

Pois bem, essa é uma situação comum e inofensiva, afinal, qual o problema de dar um pedacinho para meu cachorro comer? Só um pouco não faz mal.

Mas agora eu preciso te dizer, dependendo do alimento, faz muito mal sim.

Confira algumas listas que preparamos para vocês de quais são os alimentos proibidos para cachorros:

Frutas e Legumes

Para nós, seres humanos, incluir vários tipos de frutas e legumes na dieta é extremamente importante e essencial para manter uma boa saúde, mas para os cachorros, algumas frutas podem fazer muito mal. Algumas delas são:

Abacate: Em primeiro lugar devemos citar o abacate, está fruta sem dúvida é a mais perigosa para os cachorros devido ao seu alto índice de toxinas, gordura vegetal e persina, uma substância fungicida encontrada nas folhas, semente e no fruto.

A primeira ingestão dessa fruta pode causar dor de estômago, vômito e pancreatite (inflamação do pâncreas). Ao tornar frequente a oferta desse alimento, os cachorros podem desenvolver sérios problemas pulmonares e cardíacos.

Uvas: Aqui podemos incluir todos os tipos de uvas, as uvas frescas (tanto as roxas quanto as verdes com caroço) e uva passa. As uvas prejudicam especialmente os rins e fígado do animal, com o tempo pode levar o cachorro a desenvolver problemas mais sérios como insuficiência renal.

Batatas cruas: Devido a solanina encontrada neste alimento, a batata crua se torna tóxica até mesmo para os seres humanos, podendo fazer muito mal para a saúde.

Portanto cozinhe-as bem antes de ingerir e oferecer aos seus cachorros, só não se esqueça que deve ofertá-las ao cachorro sem tempero algum.

Inhame cru: Este alimento também é proibido como a batata crua exatamente pelo mesmo motivo, portanto um bom cozimento pode resolver este problema.

Sementes de frutas: Esta lista é grande, e o cuidado com ela maior ainda, jamais dê para o seu cachorro comer sementes de frutas, as mais perigosas são:

  • Maçã;
  • Melancia;
  • Cereja;
  • Carambola;
  • Romã;
  • Pêssego;
  • Damasco;

O perigo em ingerir as sementes de frutas é devido à substância chamada cianeto, que é encontrada na maioria das sementes, esta substância tóxica pode causar ao animal convulsões, hiperventilação, disfunção cardíaca e pode até mesmo induzir o cachorro ao coma.

Por exemplo, no caso da maçã, alguns veterinários a incluem na alimentação do cachorro, principalmente os que mantêm dietas naturais.

Nestes casos não é necessário parar de ofertar o alimento para o cachorro, apenas tenha muita atenção para que nenhuma semente seja ingerida pelo animal.

Nozes e frutos secos: Jamais dê para o seu cachorro comer frutos secos, estes alimentos possuem altos índices de fósforo. No organismo do animal, a ingestão excessiva dessa substância pode causar vômitos, dores musculares, fraqueza, tontura, tremores, febre e em alguns casos o cachorro pode desenvolver insuficiência renal.

Algumas nozes como, por exemplo, a macadâmia, não deve ser ofertada ao cachorro mesmo que em pouca quantidade, o efeito dela no organismo do cachorro pode ser letal.

Frutas cítricas: No caso das frutas cítricas a ingestão destes alimentos não é extremamente tóxica para os animais quanto os demais citados acima.

O problema desse tipo de fruta são as consequências que elas oferecem após o consumo regular.

Devido ao seu alto teor de açúcar é possível que o cachorro desenvolva a obesidade.

Também há relatos de problemas gastrointestinais causados pela ingestão excessiva de frutas cítricas, alguns apresentam dores, diarréia e vômito.

Cebola e alho: Um tempero comum no preparo de diversas refeições que pode ser bom para os seres humanos, mas prejudicial para a saúde dos cachorros.

Nesta categoria também podemos citar a cebolinha e alho poró. Estes quatro temperos possuem uma substância chamada tiossulfato, esse componente, se ingerido excessivamente pode causar a destruição dos glóbulos vermelhos, presentes no sangue e levar o cachorro a desenvolver anemia.

Outros tipos de alimentos proibidos para cachorros

Aqui iremos citar alguns dos alimentos mais tóxicos para os cachorros, a ingestão excessiva de alguns deles pode levar o cachorro a morte.

Chocolate: Sempre que pensamos em alimentos proibidos para cachorros o chocolate é o primeiro que vem a nossa mente.

E com razão, vocês podem conferir neste artigo que publicamos “Chocolate para cachorros” mais detalhes a respeito de como o organismo do cachorro reage à ingestão deste alimento e porque é tão prejudicial.

De maneira resumida, o organismo do cachorro é incapaz de metabolizar a teobromina, essa substância é encontrada no fruto do cacau e, portanto tem forte presença na maioria dos chocolates.

Grandes quantidades de chocolate podem causar a princípio alguns sinais como diarréia, vômito e desidratação. Nos casos mais severos pode provocar a morte do cachorro.

Cafeína: Sabemos que o café é um ótimo estimulante, nós seres humanos consumimos esta bebida quando precisamos ficar acordados por mais tempo, ter energia para trabalhar e realizar outras tarefas.

Quando consumimos o café em grandes quantidades podemos perceber alterações cardíacas e no sistema nervoso, ao tomar essa bebida diariamente as chances de se tornar dependente são gigantescas.

Agora imagine os efeitos que ele pode causar no organismo de um cachorro?

Quando ingerido, a cafeína causa no organismo do animal a mesma reação de um envenenamento. O animal ficará agitado, respiração e frequência cardíaca acelerada, tremores, convulsões e em alguns casos, sangramento.

Fique atento, alimentos que possuem cafeína são os mais prejudiciais para os cachorros e não se esqueça, alguns refrigerantes, remédios e energéticos também possuem cafeína.

Bebidas alcoólicas: Não é divertido dar bebida alcoólica para um cachorro lamber, é um ato irresponsável e não deve ser praticado.

A ingestão de álcool pode ser extremamente perigoso para os cachorros e em alguns casos provoca a indução de coma e morte do animal.

Outros sinais apresentados pelo animal após ingerir bebidas alcoólicas são alterações no sistema nervoso, descoordenação, dificuldade respiratória além de vômitos e diarréia.

Bolachas, biscoitos ou outros tipos de doces: Sabemos que o açúcar faz mal para nós seres humanos então porque não seria ainda pior para os cachorros?

Ao ingerir alimentos com açúcar, um cachorro pode apresentar letargia, perda de coordenação motora, convulsões, além de vômito e diarréia.

Outro problema é que cachorros que comem regularmente alimentos que contém açúcar têm pré-disposição a desenvolver insuficiência hepática.

Leites e derivados: Para os cachorros o consumo de leite só é necessário durante a fase de amamentação e crescimento.

Somente nestes períodos podemos oferecer leite ao animal, mesmo se for necessário não é qualquer leite que pode ser dado, peça ajuda de seu veterinário.

Quando o cachorro está na fase adulta e bebe leite ou ingere outros alimentos derivados saiba que não é tão prejudicial como os outros alimentos proibidos, em alguns casos o cachorro irá apresentar diarréia, vômito e outros problemas gastrointestinais.

Problemas mais graves podem ser observados em cachorros com intolerância a lactose.

Portanto, é melhor evitar que o animal consuma esse tipo de alimento para que não tenha maiores problemas.

Fermentos: Geralmente receitas de pães, bolos e panquecas utilizam na sua preparação o fermento, quando damos ao nosso cachorro alimentos que acompanham este ingrediente saiba que ele pode se tornar tóxico no seu organismo do animal.

Os sintomas apresentados pelos animais são: letargia, mal estar, dor, gases e vômito.

Ovos crus: É comum oferecer ovo cru aos cachorros que possuem uma dieta natural, porém quando isso acontecer certifique-se da qualidade do ovo.

Assim como os seres humanos podem contrair salmonela ao ingerir ovo cru, o risco é o mesmo para um cachorro.

Se quiser evitar este tipo de problema você pode oferecer o ovo cozido para o cachorro, além de ser uma ótima fonte de proteína, o ovo é ótimo para melhorar o brilho do pelo do animal, basta ofertar apenas uma vez por semana este alimento.  

A lista de alimentos proibidos para cachorros é um pouco grande, mas é interessante que todo tutor tenha consciência do tipo de alimento que não deve ser ofertado para seu pet.

E se tiver algum alimento que não entrou na nossa lista, consulte seu veterinário com antecedência.

Tendo consciência dos riscos conseguiremos oferecer uma qualidade de vida melhor para nossos companheiros.

Previous Article

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *